I miss you sometimes
Aprendi com os meus próprios erros que sofrer não torna mais poético, chorar não deixa mais aliviado e implorar não traz ninguém de volta. Aprendi também que por mais que você queria muito alguém, ninguém vale tanto a pena a ponto de você deixar de se querer. Eu que gritei para tantas pessoas ficarem, hoje só quero mesmo é que elas sumam de uma vez por todas. E em silêncio, que é pra ninguém ter porque se lamentar.”

gente cheirosa ta sempre um degrauzinho acima na escada da vida.

Ninguém vive sem um pouco de irônia
× Conservos   (via palavras-forjadas)
E é assim que a gente vai vivendo, sabe? Errando pra aprender. Se decepcionando pra se proteger. Se machucando pra crescer. Chorando pra sorrir. A gente cai uma vez, pra aprender a se levantar em outra. No fim, tudo que for bom, verdadeiro, tudo o que realmente nos fizer bem, permanece.
× Tati Bernardi.  (via inverbos)
Quem gosta, protege e se importa.
× Caio Fernando Abreu. (via agonizador)

Melhor invenção do mundo: “Fones de ouvido”

Quem tem pressa,
Tropeça.
× Diciona.   (via poetizare—i)